O link “Criar Curso” não aparece

 

A Criação de um curso novo normalmente é oferecida aos docentes responsáveis, segundo consta nos sistemas Júpiter e Janus, por meio de um link na página principal. Talvez a seção de alunos ou responsável na sua Unidade ainda não tenha atualizado as informações para este semestre. Verifique no próprio Júpiter e Janus quem é o responsável pela sua turma. Se estiver tudo certo lá e ainda não aparecer o link na página principal do Moodle da USP, entre em contato conosco ( suporte@edisciplinas.usp.br).

Atenção:

Para novos ministrantes, que entraram no sistema pela primeira vez, por uma limitação da nossa integração com Júpiter/Janus, demora até 24h para que o Moodle da USP oferece o botão “criar ambiente”.

Neste caso,  entre no sistema https://edisciplinas.usp.br/ novamente no dia seguinte e verifique se pode criar os ambientes das suas turmas.

Tenho duas turmas no Júpiter mas quero ter somente um curso no Moodle

 

É possível juntar alunos de duas turmas (do diurno e do noturno, por exemplo) num único ambiente no Moodle da USP. A maneira mais fácil de resolver isto é entrar em contato com o nosso Helpdesk, mencionando o código da disciplina (do tipo NNN01234) e os números das turmas (do tipo 2009101 e 2009102). Nós juntaremos as turmas.

O próprio docente também pode fazê-lo: nas “Configurações” do ambiente em questão, há um campo chamado de “Turmas da USP”. Este campo deve estar preenchido com um código do tipo LAN0500.3.2009101 (por exemplo). Se quiser juntar aqui uma outra turma, acrescente uma vírgula e o código da outra turma. O campo ficaria LAN0500.3.2009101,LAN0500.3.2009102

Se você já criou os dois ambientes no Moodle, agora deve pedir que os administradores apaguem o outro que não usará mais. [Docentes não podem remover cursos totalmente, mas podem remover todo conteúdo e avisar os administradores (suporte@edisciplinas.usp.br), que removerão o curso.]

Os alunos não estão aparecendo como Participantes na disciplina

 

Antes de mais nada: o sistema não “puxa” todos os alunos matriculados do Júpiter todos de uma vez. Mesmo se tudo estiver configurado corretamente, os seus alunos aparecerão no seu ambiente somente quando acessarem o Moodle da USP pelo menos uma vez (e o aluno deve se logar: não é suficiente somente acessar a página como visitante).

As inscrições dos alunos matriculados no Júpiter/Janus no ambiente de apoio no Moodle da USP pode não funcionar corretamente por alguns motivos:

  1. O campo “Turmas da USP” (nas configurações do ambiente) não está configurado com o código correto. Este campo deve conter um código do tipo codigo-jupiter.versão.turma.
  2. A sincronização das turmas e matriculados no Júpiter ou Janus com o Moodle da USP é feita somente uma vez por dia, de madrugada.
  3. Talvez um determinado aluno simplesmente não esteja matriculado corretamente na disciplina no Júpiter ou Janus. Neste caso, faça a inscrição manual.

Qualquer dúvida, entre em contato com o nosso Helpdesk que poderá ajudá-lo com as configurações.

Por que não consigo me inscrever ou acessar uma disciplina?

 

Existem algumas possibilidades que podem causar este problema:

  1. O aluno não está matriculado no Júpiter na respectiva disciplina.
  2. A sua turma do Júpiter não está configurada para ser inscrita neste ambiente de apoio online.
  3. O docente responsável pela disciplina não criou o ambiente virtual.
  4. Houve algum erro na criação do ambiente.

Como proceder: entre em contato com o docente responsável pela disciplina, informando-o sobre o problema, para que ela ou ele possa corrigir o problema.

Usar o quadro de notas

Um caso muito comum é usar o “Quadro de Notas” do seu ambiente no Moodle para divulgar notas de uma prova. A vantagem de usar o “Quadro de Notas” do Moodle ao vez de subir um arquivo com todas as notas é que os alunos somente veem as suas próprias notas.

Há duas possibilidades:

  1. (Recomendado) acrescente uma atividade do tipo “Tarefa” no seu ambiente. Nas configurações, na seção “Tipos de envio”, des-selecione tudo. Isto quer dizer que aluno não vai enviar nada, mas vai usar esta ferramenta para enviar as notas. Os alunos terão acesso via a Tarefa, e também via o link “Quadro de notas”.
  2. Ou, use o link “Administração” > “Configuração do Livro de Notas” para “Adicionar um item de nota”. Depois na aba “Ver” ou no link “Relatório de notas” pode “Ativar edição” e colocar as notas diretamente no “Quadro de Notas”.

outra documentação do “Quadro de Notas”, um pouco desatualizada: o que é o quadro de notas, como organizar, como exportar e como importar notas a partir de uma planilha (para divulgar os resultados de uma prova, por exemplo).

Restaurar de um backup

Após ter criado seu ambiente de apoio, um docente ou monitor poderá preencher o seu ambiente a partir de um backup feito neste ou num outro Moodle. Isto possibilita, por exemplo, configurar seu ambiente a partir de um curso criado num outro Moodle.

Backup
Para fazer um backup do seu curso no outro Moodle, clique em “Backup” no menu “Administração” do seu ambiente do outro Moodle. Siga as instruções. Clique no arquivo “backup-código-data.mbz” e baixe o arquivo .mbz no seu computador. Se o seu sistema oferece abrir o arquivo .mbz, não faça isso. Clique com o mouse direito e escolhe “Salvar como…”.
Restauração
No Moodle novo, clique em “Restaurar” no menu “Administração” do seu ambiente. Suba o arquivo .mbz gerado no passo anterior em qualquer uma das áreas disponíveis (“Importar um arquivo de backup” por exemplo). Use o “filepicker” para escolher o arquivo no seu computador e não esqueça de clicar. Siga os 7 passos, clicando em “Confirmar” seis vezes (sempre embaixo da página).

Clique aqui para uma explicação mais completa.

É possível que a restauração falhe. Um possível motivo é que no ambiente antigo havia um tipo de recurso ou atividade que no Moodle novo não é suportado. Neste caso, tente fazer um backup sem este recurso. Um outro motivo de falha são arquivos de backup muito grandes: o Moodle do Stoa não permite subir arquivos maiores do que 250 MB.

Em caso de erros, entre em contato com suporte@edisciplinas.usp.br e o ajudaremos.

Mudar o Tema (visual) do seu ambiente

É possível mudar a disposição das seções do seu ambiente. Procure a seção “Formato de curso” em “Editar configurações” do seu ambiente de apoio. O formato padrão “Tópicos” dispõe as seções uma sobre a outra. O formato “Abas” dispõe as seções horizontalmente, usando abas.

Também é possível mudar o tema visual do seu ambiente, diferente do “Tema” padrão do Moodle da USP. Para mudar o seu tema, entre nas configurações do seu ambiente e na seção “Aparência”, escolha um outro tema em “Forçar Tema”. Porém, leve em conta que os alunos são acostumados ao tema padrão.

Mudar o Tema do ambiente

Ocultar temporariamente seu ambiente de apoio dos alunos inscritos

 

Entre no seu ambiente de apoio, na barra lateral, no menu “Administração” clique em “Editar Configurações” e ache o campo “Visível”:

Deixar um ambiente acessível ou não para alunos.

Ao escolher “Ocultar”, o ambiente ficará invisível e inacessível para todos, com exceção dos docentes ou monitores responsáveis.

Inserir alunos no sistema ou no ambiente

Não é possível cadastrar pessoas no sistema e-Disciplinas. A própria pessoa deve acessar o sistema, usando a senha única. A conta é criada a primeira vez que a pessoa acessa o sistema usando sua Senha da USP.

Se a conta do aluno existir, o sistema inscreve os matriculados em turmas do Júpiter ou do Janus no ambiente de apoio correspondente.

O método de inscrição “Inscrições da USP”
O método de inscrição “Inscrições da USP”

É possível lembrar os alunos que eles devem acessar o Moodle / e-Disciplinas, mandando uma mensagem no e-mail institucional deles, avisando que há um ambiente de apoio disponível no Moodle da USP e que devem acessá-lo usando a Senha Única. Para mandar esta mensagem, entre no menu “Administração” > “Usuários” > “Métodos de inscrição” e clique no ícone do envelope. Se houver matriculados no Júpiter ou no Janus que ainda não acessaram o Moodle, selecione todos (escolha mais de 1 mantendo a tecla Ctrl pressionada, ou use Ctrl-A) clique o botão “Acrescentar”, edite a mensagem (opcional) e finalmente clique em “Enviar Mensagem”.

Restringir recursos a somente à comunidade USP

 

Limitar o acesso a um recurso ou atividade à comunidade USP

Limitar o acesso a um recurso ou atividade à comunidade USP

De modo padrão, os recursos nos ambientes de apoio online às disciplinas no Moodle da USP estão abertos para visitantes acessar. Tornar o seu ambiente de apoio acessível para visitantes permite aos docentes compartilhar o seu material com o Brasil e o mundo. Em alguns casos (cursos com muito material que não pode se tornar público), é apropriado fechar o curso inteiro. Há a alternativa de restringir somente alguns recursos para um público menor (interessante para recursos sob proteção de direitos autorais, para qual a ampla distribuição não é permitida).

Veja como fazer: ao editar o recurso ou atividade, veja na seção “Restringir acesso” o campo “Campo de usuário” e escolha “Número USP” e “não está vazio”. Configurado assim, o recurso ou atividade não será acessível para visitantes.

Disponibilizar um fórum de discussões

 

Acrescentar fórum

Cada novo ambiente de apoio no Moodle ganha por padrão um fórum “Avisos”. É a maneira recomendada de mandar mensagens aos seus alunos: receberão uma notificação no seu email para cada nova mensagem. Mas o fórum Avisos não pode ser usado para discussões porque neste tipo de fórum alunos não podem responder aos tópicos.

Para criar um espaço de discussão ou debate é preciso criar um outro tipo de fórum. Para associar um fórum ao seu tópico/semana (ou no tópico principal do curso), entre no modo de edição, clique em “Acrescentar atividade” e escolha uma atividade do tipo fórum, depois escolha o tipo de fórum adequado para sua finalidade:

Discussão simples – é um único tópico em uma única página. Normalmente é usado para organizar discussões breves com foco em um tema preciso.

Fórum geral – é um fórum aberto, onde todos os participantes podem iniciar um novo tópico de discussão quando quiserem.

Cada usuário inicia apenas UM NOVO tópico – cada participante pode abrir apenas um novo tópico de discussão, mas todos podem responder livremente as mensagens, sem limites de quantidades. Este formato é usado, por exemplo, nas atividades em que cada participante apresenta um tema a ser discutido e atua como moderador da discussão deste tema.

Fórum Perguntas e Respostas – neste fórum um estudante pode ler as mensagens de outros somente após a publicação de sua mensagem. Depois disto pode também responder às mensagens do grupo. isto permite que a primeira mensagem de cada estudante seja original e independente.

Verifique também o botão “Ajuda” (clique no ponto de interrogação), para mais informações

Escolher o tipo do fórum

Como mandar avisos

 

Uma das primeiras perguntas que surge é como entrar em contato com a turma. No Moodle, a forma recomendada de mandar e-mail para a turma é usando o “Fórum de Notícias” (em novos ambientes é chamado de “Avisos”). Os alunos receberão o post no seu e-mail para cada novo post neste fórum. O fórum de notícias não permite alunos participar: não podem responder os posts.

Se, na configuração do seu perfil, você permitiu que participantes vissem seu e-mail, os alunos podem te responder por e-mail. Caso contrário, eles devem usar o sistema de mensagens internas do Moodle para entrar em contato.

Verificar os emails

Se quiser verificar os emails onde o Moodle vai mandar a notificação de um novo aviso, procure o link “Mostrar assinantes” na administração do fórum.


Disponibilizando arquivos

 

  1. Ative a edição e acrescente um “Recurso” do tipo “Arquivo” a um tópico ou semana.
  2. Com edição ativada, arraste com o mouse um arquivo do seu computador para a seção do seu ambiente onde quer disponibilizar o arquivo.
  3. Em qualquer lugar onde aparecer o Editor do Moodle, selecione uma palavra ou frase que escreveu, procure o ícone de cadeia, clique em “Navegar nos repositórios” e siga as instruções para subir um arquivo.
  4. Se o arquivo for multimídia (mp3, mp4), prefira o ícone de “filme” no Editor do Moodle. Use o ícone de paisagem para inserir imagens.

Dicas:

  1. Se quiser subir vários arquivos tudo de uma vez só, suba um arquivo do tipo .zip
  2. É possível subir um arquivo .html usando o recurso “Arquivo” e colocar no mesmo recurso outros arquivos, como imagens, css e javascript.
  3. Pode-se usar o seu espaço de arquivos pessoais (ícone amarelo “+” > Menu “Arquivos”) para subir seus arquivos no Moodle. Para disponibilizar estes arquivos aos seus alunos, acrescente um Recurso do tipo “Arquivo”, como acima, mas ao invéz de usar o repositório “Enviar um arquivo”, use o seu repositório de arquivos privados.

Acesso a mais funcionalidades

Configuramos o sistema para que algumas das atividades mais complexas ou especializadas ficam ocultas para a maioria dos docentes e monitores, para simplificar um pouco a interface. Para ter acesso a atividades como o Laboratório de Programação (VPL) ou acessar a gestão mais avançada dos inscritos, é possível mudar o próprio papel para “Docente Avançado”. Há duas maneiras de fazer isso:

Primeira maneira (temporariamente)

No contexto do ambiente de apoio, abre o menu de usuário e clique em “Mudar papel para”. Escolhe “Docente Avançado”.

Segunda maneira (permanentemente)

No contexto do ambiente de apoio:

  1. Clique em “Usuários” > “Usuários inscritos”;
  2. Busque por seu nome ou número USP;
  3. Na coluna “Papéis”, clique na caneta cinza e no filtro;
  4. Comece a digitar “av…”;
  5. Escolha “Docente Avançado”;
  6. Salve.

Monitores

No Moodle, é possível alguém ter um determinado “papel” com certas permissões no contexto de um determinado curso. Criamos um papel especialmente para monitores, no sentido que são usados na USP.

Veja  Inscrever Docentes, Monitores e Alunos Manualmente.

Docentes de cursos podem escolher qualquer usuário do Moodle para ser Monitor no seu curso. Por enquanto, o papel de “Monitor” possui quase as mesmas permissões que o papel “Docente” (pode editar o ambiente, avaliar atividades dos alunos, etc.)

Importar conteúdos de anos passados

Use “Importar” na caixa “Administração do ambiente” novo e vazio para trazer conteúdo e atividades de outros anos.

No Moodle da USP, os ambientes de apoio dos anos passados são arquivados. Os alunos, monitores e docentes continuam inscritos e as interações no AVA se preservam. Não recomendamos desinscrever os alunos dos ambientes correspondentes de oferecimentos passados. Primeiro porque os alunos perderiam acesso aos recursos e atividades, e depois, porque isso implicaria em perda de rastreabilidade e o histórico das ações no AVA.

A nossa recomendação, portanto, é criar um novo ambiente para o oferecimento do ano corrente (veja acima) e “importar” os recursos e atividades de ambientes de oferecimentos passados. No Moodle isto é bem fácil: procure, no novo ambiente, o link “Importar” no menu “Administração”. Escolha o ambiente de apoio apropriado e escolhe as atividades, recursos ou menus laterais que queira importar para o ambiente novo. Você somente poderá “importar” ambientes em que estava inscrito como docente. Se precisar importar o conteúdo de um ambiente que era de outra pessoa, entre em contato conosco (suporte@edisciplinas.usp.br, de preferência, com os links do ambiente antigo de o novo).

Juntar Turmas

Recomendamos juntar as turmas se houver mais que uma por disciplina. Neste caso, seus colegas ministrantes serão inscritos também no ambiente que está criando. Se preferir trabalhar independentemente, é também é possível ter um ambiente por turma, deixando tudo no modo padrão.

Durante o processo de criação do ambiente de apoio à disciplina é possível juntar, num único ambiente no Moodle, várias turmas no Júpiter. Comece criando o ambiente de uma das turmas e na segunda tela, escolha as outras turmas. Se as outras turmas têm outros ministrantes, esses serão inscritos também (é possível inscrevê-los manualmente também se o colega ministrante não tinha conta no sistema no momento de criação do ambiente).

Ao juntar as turmas, a integração com Júpiter cria um grupo para cada turma. Veja como trabalhar com grupos para separar recursos, mandar mensagens para cada turma e outras possibilidades.

Veja as instruções detalhadas de como é o novo processo de criação de ambientes de apoio e junção de turmas.